15 de janeiro de 2017

Carneiro no forno


Aqui há uns tempos conheci uma senhora que criava animais e tinha levado uma cornada valente de um carneiro grande e, segundo ela, mau. O resultado desse incidente foi um punho partido, e com a minha ajuda (ou apesar dela, não temos como saber...) a senhora melhorou.
E, umas semanas mais tarde, apareceu-me com um saco grande com peças de carne do animal, que tinha decidido abater.

Nunca tinha cozinhado carneiro. O resultado foi bom, e teria ficado perfeito se o carneiro não tivesse ficado passado demais, o que aconteceu porque não tive coragem de o deixar tão pouco tempo no forno como sugeriam diversas receitas que pesquisei. Mas o molho de salsa - excepcional - e o arroz de espargos salvaram o prato.

2 comentários:

  1. Isso foi um festim com o corpo do culpado! Vai na volta a sra. enterrou o carneiro deixando a cabeça de fora e vá de pedrada no bicho! Passou a mensagem: que ninguém se meta com ela!
    Chef Mabeco é muito bem escolhido... um canídeo que faz de qualquer ingrediente um manjar dos deuses!

    ResponderEliminar
  2. Faremos deste pedaço de mármore um torrão de Alicante!

    ResponderEliminar